Quinta-feira, 23

A velha não mordeu o cachorro, mas às seis horas da segunda já não faria diferença. O jornal, a internet, o metrô, o desemprego, essa crise, esse homens, o Cunha, o custo do pão… Reblogar, compartilhar, enfezar-se antes dos outros, e essas bocas que só calam pra escutar outra tragédia. E repeti-la, piorada, à mais surda multidão. Que de tão surda, berra mais, e não há paz com tantos mísseis.
Não importa se é virtual essa janela que eu abro, eu abraço muita gente desejando estar errada. O mundo foi feito oval pra quicar sem ter problema, e eu acho que essa ladeira virou parte do meu corpo. Eu berraria “calem a boca” se isso fosse resolver. Mas caso eu grite, ao contrário, há um repertório de ofensas reservado pra quem pensa que tem chance vencer.
(Fora que a culpa é meio outra, fazer silêncio não tem por quê.)
Eles riem do meu prato, do que eu fiz com o meu cabelo, do que eu chamo de trabalho, desse corpo meio errado que não cabe no espelho. Não há lugar nesse planeta onde não me sinta acuada. Minhas roupas foram feitas pra eu me sentir desconfortável. A violência previamente eu já nasci para temer. E o que eu ouço para em mim – eu não tenho a quem correr.
Porque eles seguem na batalha e devastam por diversão cada metro desse mundo que dá sinais de desistência. Insaciáveis, não matam os outros porque as heranças não iriam pra si. E do meu quarto, bem trancado, eu me salvo do verão. Pois todo o resto me atinge forte, feito eu viesse por opção.
Quem tem, por favor, mostre um jeito de não enlouquecer nesse mundo. A linha do tempo que eu não criei tem nome em inglês e conta o tempo em segundos. As notícias se repetem, seu critério é o absurdo, frame a frame, corte seco, trilha tensa, berro mudo.
Quem tem, por favor, mostre um jeito de não enlouquecer nesse mundo. Antes que eu me feche pra sempre ou alguém resolva outra vez mudar de assunto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s